quinta-feira, 11 de novembro de 2010

“Que importa morar aqui ou lá...



...quando se descobre que se está sozinho em qualquer lugar...”. Há um bom tempo já tinha algumas reflexões acerca dessa frase, mas faltava inspiração para colocar no papel. Não que agora esteja “inspirada”, mas vejamos. Por quantas vezes você já se sentiu só? Sozinho mesmo... com aquela sensação de que mora em uma praia deserta sozinho, como um náufrago, ou quem sabe, que está perdido num deserto sozinho, porém você não está sozinho, está cercado de amigos, familiares, mora em uma boa casa, tem um bom carro, mas nada disso faz com que essa solidão diminua. E essa sensação ocorreu em um dia comum, da sua vida comum, e ai você pensa que se estivesse em outro lugar seria diferente, que se fizesse aquela viagem dos sonhos vai resolver o seu problema. Até resolveria se a solidão não viesse de dentro. Não importa aonde vá, se a solidão for no coração, você estará sozinho em qualquer lugar. E eu te garanto que amigo nenhum, namorado nenhum, parente nenhum, nem casa na praia, nem viagem para Paris, nem cobertura em NY pode acabar com essa solidão. Não há lugar algum que você possa ir, ou pessoa qualquer que você possa conhecer que acabe com essa solidão. Pois só há UM remédio. E tentar resolver esse problema em qualquer outra fonte que não seja o Senhor, é uma tentativa que será tão frustrada quanto tampar o sol com uma peneira. Pois esse vazio é como se fosse o segredo de uma fechadura que apenas uma chave encaixa, e o segredo dessa solidão é Deus. Um Deus que te ama verdadeiramente, um amor tão grande que chega a ser constrangedor, pois não há amor maior nem outro que envolva sacrifício maior. Tentar fugir ou preencher esse vazio com qualquer outra coisa é esforço em vão, pois se não se está com Cristo, esse vazio é certo e não há nada nem lugar qualquer que dê jeito nele.

3 comentários:

Romantico Rebelde disse...

Perfeito! Mesmo muitas vezes dentro da igreja e conhecendo a DEUS nos sentimos assim, simplesmente pq estamos dentro da igreja mais DEUS não está completamente dentro de nós. E as vezes é dferente também, as vezes os sentimos só pq DEUS nos faz sentir, sei que não é o tipo de solidão que vc dstaca no texto, mais os sintomas são parecidos! Que a gente sempre venha encontrar em DEUS o melhor amigo e jamais nos sentiremos sozinhos!

Tisha Shay disse...

muito bomk texto!!!

Lívia Viana disse...

Mari querida!!
Ana Karol me apresentou o teu Blog. Fiquei encantada. Tomei liberdade para pulblicar teu texto no meu blog... Perfeito essa tua postagem!!
Deus te abençoe sempre.