quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Sorry?




Me desculpa? Me perdoe? Par de palavras tão simples, muitas vezes tão comuns mas que carregam consigo um significado muito mais complexo. Creio que tão ou mais difícil do que perdoar é pedir perdão. Passar por cima de orgulho e algumas vezes da sua própria vontade e reconhecer um erro. Ou quem sabe nem erro, ao seu ver, você tenha cometido, mas é necessário que supere o seu orgulho e tome a iniciativa. Um ato como esse constrange, mostra humildade, virtude de extrema importância para que se mantenham saudáveis os relacionamentos, mais do que importante, eu diria essencial.

Imagine a seguinte situação hipotética. Você gosta muito de uma pessoa, muito mesmo. Essa pessoa faz parte da sua vida, do seu “circulo da confiança”. Um dia, por algum motivo aleatório, ou por alguma confusão inexplicável, essa pessoa diz algumas coisas que te magoam a pior forma possível. Pega no seu calo, naquele seu ponto fraco que ela conhecia. Palavras que ressoam em sua cabeça por dias e noites.

Nossa tendência é pensar: “Mas eu não fiz nada, quem me deve perdão é ela(a outra pessoa)”. Concorda comigo que guardar mágoa é como guardar uma fruta podre na fruteira? Cada dia ela fica pior, cada dia compromete as outras frutas, até que um dia parece que tudo amargou. E você se tornou uma pessoa amarga. A falta de perdão te mantém ligado àquele fato ruim, e se torna impossível superar e seguir em frente.

Para tanto esse tal de orgulho, visto por tantos como virtude, se torna uma muralha a ser superada, que quanto mais você cultiva mais intransponível ele se torna. E mais difícil fica de conseguir chegar ao perdão, ou ao arrependimento.

Fica a dica de uma pequena reflexão que andou tomando certo tempo em minhas ideias, achei que valia a pena compartilhar, pois assim como fez diferença na minha vida, pode fazer na sua também. Que a paz do Senhor seja em seu coração.

3 comentários:

Hermes C. Fernandes disse...

Oi Mari!

Parabéns pela iniciativa, proposta e conteúdo do blog. Quero encorajá-la a prosseguir. Já o estou seguindo!

Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar também segui-lo, ficarei muito honrado.

www.hermesfernandes.com

Juntos pelo Reino!

Thâmile Vidiz disse...

Oi menina! Passei pra dizer que amo ler suas coisas...

Thatha disse...

Adoro ler sobre esse assunto, já que eu me sinto desafiada. Confesso que a palavra "perdão" está entrando no meu vocabulário de forma bem lenta. Mas minha oração constante é para que Deus trabalhe na minha vida em relação a esse aspecto. E o melhor de tudo é saber que Ele nos responde (mesmo que não seja com a rapidez que gostariamos)!