terça-feira, 18 de maio de 2010

“Quando os problemas se tornam absurdos...




...os desafios se tornam apaixonantes” . Quantas vezes não nos deparamos com diversas situações em que não víamos esperança em lugar nenhum. Sabe aquele deserto? Para todos os lados só se vê areia... aí bate aquela vontade de desistir de tudo, jogar a toalha, assumir o fracasso.. Afinal de contas as coisas fáceis são mais legais, né? NÃO! Sem dificuldade não á superação, sem os “impossíveis” não tem milagres, sem sofrimento não há compaixão, sem deserto não tem transformação. Esse deserto costuma nos colocar no nosso devido lugar. (como assim, no nosso devido lugar?) Temos uma tendência muito grande a crer em uma falsa autossuficiência, onde por alguns instantes chegamos a acreditar que temos o pleno controle de tudo que acontece nas nossas vidas, e nesse deserto é onde levamos aquela sacudida para ver o quão equivocados estávamos, e voltamos para a nosso devido lugar, sabe aquele puxão de orelha, e aí a gente lembra que Deus não é soberano só lá no céu, ou só lá na Bíblia, mas que Ele é soberano nas nossas vidas também, e o plano é viver na dependência desse Deus soberano! Além disso se a vida ta tranquila demais, sabe sobra e água fresca, sem turbulências ou crises, pare e pense que tem alguma coisa muito errada. (como diria o filósofo: tem um saco de cabelo por trás disso). Viver o evangelho é pagar um preço, ser diferente nunca é harmônico, se sua vida não segue os padrões desse mundo sempre vai haver algum tipo de oposição, até quem sabe algum tipo de perseguição. No meio de uma escuridão total, até uma pequena faísca se destaca consideravelmente, que dirá a luz propriamente dita. Se está tudo muito tranquilo, coloca na balança e tenta ver aonde essa luz que há em você está se escondendo no meio desse breu. Por mais que a situação pareça impossível lembre-se, que se o cego enxergasse, não haveria milagre. Cada novo dia, é um novo desafio. Sentar e lamentar a dificuldade, peça ajuda a Quem tem experiência em superar aquilo que é impossível aos olhos humanos!!!

4 comentários:

Reginaldo disse...

fantástico!!!

Filipe Hagen disse...

Como eu precisava ler tais palavras, Mari.
O Deus soberano não nos abandona nos desertos, mas é lá que se revela. E os desertos são tantos!
Que tal desafiarmos nossa juventude com esse texto?
Bjos!

Filipe Hagen disse...

PS.: Onde é que consegue tantas fotos bacanas!?? hehe

Alguém... disse...

Aiin Amei seu Blog ,sérioo! *---*
Já tô seguiindo!
Segue tbm? rosimeiresilvablog.blogspot.com